Pages

Subscribe:

Covardia

O sujeito explica no plantão de polícia o problema que se passou com ele:
-Então, doutor, minha esposa falou para eu levar minha sogra para dar umas voltas para ela se exercitar. Nós estávamos caminhando quando numa rua pouco movimentada, apareceu o rapaz, que deve ser um drogado ou baderneiro e começou a surrar a minha sogra sem que ela tivesse dado motivo para isso. Ele bateu até minha sogra cair no chão e mesmo assim continuou chutando.
-O cara estava armado?
-Eu acho que não, seu delegado.
-Era um homem muito grande e forte?
-Era não. Até era meio fraquinho, mas minha sogra já é idosa! Sabe né doutor.
-Eu não estou entendendo – disse o delegado, indignando-se – como é que o senhor, vendo o sujeito batendo na sua sogra, ficou parado, braços cruzados, sem fazer nada?
-Sabe, doutor, eu até que tava com vontade de fazer alguma coisa, mas…
-Mas, o quê?
-Achei que dois caras batendo numa velhinha seria muita covardia!

0 comentários: